Suicídio e Estigma


Em Portugal, perdemos três pessoas por dia e muitas mais tentam suicidar-se, deixando cerca de seis a dez sobreviventes que enfrentam uma jornada de luto intensa.

Se olharmos para o mundo inteiro, perdemos uma pessoa para o suicídio a cada 40 segundos, sendo a segunda principal causa de morte entre os 15 e os 29 anos. Não tem fronteiras demográficas, étnicas, culturais ou socioeconómicas

Apesar destes dados, que nos partem o coração, hoje ainda não sabemos falar sobre o suicídio. Vivemos como se este problema de saúde pública não existisse. Muito é o estigma e os mitos que correm e que diariamente, impedem pessoas de procurar a ajuda que precisam e contribui para o sofrimento intenso de todos os que se cruzam com o Suicídio nas suas vidas.


Desmistificar e falar sobre este fenómeno complexo e multifactorial com compaixão e empatia é o nosso dever para com as vítimas e os sobreviventes e uma luz na prevenção contra o fenómeno.

Todos temos um papel na prevenção e podemos ser uma luz na vida de alguém.

Se necessita de ajuda ou conhece alguém que necessite, contacte as linhas especializadas disponíveis, profissionais ou a linha de saúde 24. Ninguém deve ser obrigado a entrar na noite escura sozinho.